Pensando em decorar a casa? Descubra como isso afeta o seu ânimo!

12 minutos para ler

Chegar à sua residência e sentir que está em um ambiente que tem a sua cara é uma das melhores sensações, não é? Isso é possível ao se preocupar em decorar a casa de uma forma que tenha tudo a ver com você.

Inclusive, essa decisão pode transformar o seu ânimo, sabia? Iniciar um projeto do tipo é uma forma de deixar o seu lar mais alegre e até de mudar a sensação de estar em cada ambiente. Sim, pode acreditar: esse é um dos caminhos para tornar o seu lar mais feliz!

Quer saber como acertar em cheio na decoração? Venha descobrir como fazer as melhores escolhas!

Por que decorar a casa?

Você sabia que o apelo estético não é o único motivo para investir na decoração do lar. Na verdade, há várias razões para mergulhar com tudo nesse projeto! Quer descobrir quais são esses motivos? Confira!

Aumenta o conforto

Acertar na decoração torna os ambientes confortáveis e aconchegantes. Afinal, a escolha de cores muda os sentimentos que o ambiente causa, enquanto a seleção dos tecidos gera sensações diferentes. Então, sua casa pode se tornar mais agradável com as escolhas certas.

Valoriza o ambiente

Outro ponto importante é que decorar a casa valoriza cada detalhe de todos os ambientes. Cômodos pequenos ficam parecendo mais amplos, enquanto um espaço com pé direito alto poderá ganhar uma sensação acolhedora. Tudo isso ajuda a garantir os melhores resultados, valorizando os espaços.

Favorece a autoexpressão

Decorar o lar é uma forma de imprimir a sua personalidade e de expressar gostos e experiências. Por isso, é uma das maneiras de praticar a autoexpressão e de dar o seu toque em cada cantinho da casa.

Personaliza os espaços

Já que essa é uma forma de se expressar, também é uma ação que envolve criar algo único, certo? Portanto, uma decoração feita por você traz a chance de customizar os espaços e de elaborar algo que não existe em nenhum outro lugar. Que tal?

O que sua decoração diz sobre você?

A decoração reflete quem você é, do que gosta e como enxerga o mundo. Dependendo desses fatores, um estilo pode ter mais a ver com você do que outro. Por isso, veja o que cada decoração diz sobre quem a escolhe e confira em qual proposta elas se encaixam!

Minimalista

Uma decoração minimalista tem uma proposta de ambiente limpo, que prioriza o que é necessário e que foge dos excessos. É uma opção interessante para quem tem uma personalidade discreta ou mesmo refinada, que valoriza o simples e o clássico.

Moderna

Já a decoração moderna aposta nas tendências, desde os materiais e formas até a cor das paredes. Diz muito sobre pessoas dinâmicas, que gostam de acompanhar as novidades e não têm medo de ousar.

Boho

A decoração boho mistura a pegada hippie com um toque cigano, tornando o visual ainda mais interessante. É comum usar tons neutros com um toque colorido, além de estampas geométricas. É uma opção perfeita para quem tem uma personalidade tranquila e até conectada com a natureza.

Vintage

A decoração vintage utiliza elementos retrô, como eletrodomésticos coloridos, móveis em estilo provençal e os famosos pés palito. Geralmente, reflete quem valoriza as tendências do passado, sem deixar de adequá-las ao momento presente.

Rústica

A decoração rústica utiliza materiais “crus”, como madeira e pedra. Também prioriza tons naturais e até favorece o uso de elementos da natureza no espaço. Trata-se de uma ótima alternativa para refletir um estilo descomplicado, com valorização do que é natural e até com um toque campestre.

Industrial

Enquanto isso, a proposta industrial se inspira nos lofts nova-iorquinos e em galpões industriais. Cimento queimado, tubulação exposta e detalhes em cobra se destacam. Na maioria das vezes, quem gosta dessa pegada não tem medo de arriscar, de conhecer novas possibilidades e de dar novos usos a elementos já explorados.

Boêmia

Uma decoração de casa boêmia é alegre, eclética e envolve cores, texturas e padrões. Trata-se de uma alternativa perfeita para quem valoriza a criatividade, não abre mão das cores e gosta de experimentar.

Pensando em decorar? Saiba por onde começar!

Com tantas opções disponíveis para compor o visual da casa, pode parecer difícil saber por onde começar, né? O truque é ter um bom preparo para não se esquecer de nada nem deixar que a dúvida atrapalhe o processo. A seguir, separamos algumas dicas que são infalíveis. Confira!

Planeje a decoração

Não adianta sair comprando os itens decorativos sem antes ter um planejamento. Afinal, é essencial ter uma visão geral do processo para saber o que combina e, assim, não perder dinheiro.

Se for decorar a cozinha, por exemplo, é preciso fazer um planejamento que é totalmente diferente para o quarto. De forma semelhante, mudanças pequenas exigem um plano diferente de reformas maiores. Pense com cuidado em qual é o objetivo que você pretende atingir e qual é a visão que tem para dar uma cara nova ao cômodo.

Escolha a paleta de cores

Com essas definições iniciais no planejamento, já dá para ter uma ideia de qual estilo você quer adotar. Então, é hora de definir algo também muito importante: a paleta de cores. Ela é indispensável para a composição do ambiente e será a responsável por dar harmonia. Por isso, é preciso caprichar.

Se quiser algo neutro, cores como branco, bege, cinza e preto são usadas nos revestimentos, como nas paredes. Já o marrom e o caramelo aparecem com mais frequência nos móveis.

Para adotar as cores, é importante coordená-las para evitar que a combinação não fique interessante. O truque é selecionar tons de fundo próximo (como cores quentes ou frias) ou mesmo apostar em várias nuances da mesma cor. Se preferir algo discreto, crie um ponto de cor em objetos específicos, como ao ter uma parede colorida.

Decida os móveis

Depois, é hora de determinar quais serão os móveis que ocuparão o espaço. Os sofás para sala de estar apresentam várias cores, tecidos e até formatos — e cada um combina com um estilo. O mesmo vale para armários, cadeiras, poltronas, mesas e assim por diante.

Então, o truque é pensar na sua decoração e no que combina melhor. Móveis com pé palito, como visto, são ideais para a decoração vintage, mas também ficam bem na boêmia ou boho. Já os detalhes metálicos arrojados são ótimos para a decoração industrial, enquanto a versão moderna recebe bem materiais diferentes, como o acrílico.

Encontre o papel de parede ideal

A escolha dos revestimentos certos é essencial para conseguir bons resultados no ambiente. Como as paredes são os maiores destaques, exigem boas decisões. Para compor de forma diferente, com personalidade e praticidade, o ideal é recorrer ao papel de parede.

Além de essa opção aparecer em vários estilos, cores e estampas, o papel pode ser trocado facilmente quando você quiser decorar a casa novamente. Assim, o processo será muito mais prático e será possível deixar o espaço dinâmico.

Para aproveitar melhor o acabamento e a alta durabilidade, o ideal é recorrer ao papel de parede adesivo ou vinílico. Ele tem toque liso, é lavável e mantém o visual intacto por mais tempo.

Definida essa questão, é só explorar os diferentes modelos de cores e estampas. São vários os motivos, dos geométricos aos florais. Também há opções para ambientes específicos, como a cozinha, a sala e o quarto. Nenhum cômodo ficará de fora do seu projeto!

Dê os toques finais e inclua pequenos adereços

Com o papel de parede e os móveis no lugar, basta caprichar na finalização. Utilizar pequenos adereços e objetos decorativos é essencial para adicionar mais personalidade e realmente customizar o projeto.

É o caso de incluir seus livros favoritos na estante ou de colocar em evidência um belo arranjo de flores. Você também pode dispor presentes especiais, lembranças de viagens, itens com valor especial e assim por diante. Só tenha a certeza de que tudo combina com o estilo desejado para garantir os melhores resultados!

Qual é a relação entre decoração e qualidade de vida?

A verdade é que decorar a casa também tem tudo a ver com o seu nível de qualidade de vida. Como dissemos, é uma forma de tornar os espaços acolhedores, convidativos e confortáveis. Essa já é uma forte razão para justificar o aumento e a melhoria da sua qualidade de vida, não é?

No entanto, há outros fatores. Com a casa decorada do seu jeitinho, você consegue sentir que ela é, verdadeiramente, um lar. Então, há mais satisfação de curtir cada cantinho, já que há um pouco da sua personalidade em tudo.

Inclusive, esse é um “projeto” que pode ser feito a várias mãos. Todos que moram na casa podem ajudar. Assim, o resultado será formado pela opinião da família. Os presentes dos amigos e de outras pessoas especiais também tornam todo mundo parte do lugar. Então, não é exagero dizer que investir na decoração é um dos jeitos de trazer felicidade para a casa!

Quais são os erros da decoração que devem ser evitados?

Para conseguir os melhores efeitos, é essencial ter cuidado com algumas falhas que prejudicam bastante o resultado. Além disso, o processo ficará bem mais simples se você puder evitar esses erros. A seguir, veja alguns pontos que merecem a sua atenção!

Não planejar

Não importa se a decoração é de apenas um cômodo, se o espaço é pequeno ou mesmo se você não pretende fazer grandes mudanças. Não planejar é um erro grave, porque aumenta os riscos de desperdícios ou de o resultado não agradar como era esperado.

Por isso, é fundamental dar atenção prévia ao processo, separar referências, saber do que você gosta e o que funciona no espaço. Afinal, uma decoração de sucesso é resultado da combinação da sua personalidade e do que cada espaço precisa.

Não considerar a utilidade dos móveis

Na maioria das vezes, os móveis são os elementos centrais de um ambiente e, portanto, afetam bastante a decoração. Só que também não adianta comprar um item que é bonito e que combina se ele não for útil.

Um sofá incrível e moderno, mas que não é confortável, não vai ajudar o projeto. Da mesma forma, armários de cozinha interessantes só que sem espaço não cumprem sua função. Portanto, lembre-se sempre de combinar forma e função para melhorar os resultados.

Ignorar a usabilidade do espaço

Também é preciso pensar no espaço e na forma como ele é (e será) usado. Um quarto pode ficar lindo com todas as paredes chamativas, mas será que vai favorecer o conforto? Da mesma forma, uma mesa de jantar pode até ser bonita, mas atrapalhará o ambiente se for grande demais.

Portanto, é fundamental pensar em como o espaço pode ser bem aproveitado e no que isso significa na decoração. O truque é considerar as dimensões dos itens, o impacto das cores e dos detalhes e a composição disso tudo no cômodo. Com harmonia em relação à função do ambiente, o resultado é positivo.

Focar apenas nas tendências

Quando falamos em decorar a casa, parece simples buscar inspirações e copiá-las, criando aquele visual de capa de revista. O problema é que muitas tendências são passageiras e, então, o seu espaço pode parecer desatualizado.

Isso significa que você nunca deve usar o que está em alta? Não, pelo contrário! É importante investir em novidades para deixar o local renovado. Só que é essencial escolher essas tendências de acordo com a sua personalidade — e não somente porque a opção ganhou popularidade, certo?

Não adquirir materiais de qualidade

Na hora de decorar a casa, você planejou tudo com cuidado, escolheu o estilo perfeito e fez combinações incríveis. Porém, comprou materiais de baixa qualidade, como ao escolher um papel de parede apenas porque era o mais barato. O resultado? Todo o visual saiu prejudicado.

Por isso, é muito importante dar preferência a itens que sejam de alta qualidade. Confira quais são os materiais, opte por empresas de referência e pense nos impactos no visual. Assim, você fará as melhores escolhas para os espaços!

Quando você decide decorar a casa, tem a chance de deixar o ambiente com a sua cara e de obter sentimentos muito mais positivos sobre o próprio lar. Então, essa é uma ótima forma de dar uma injeção de ânimo, cor e texturas na sua vida!

Conhece alguém que também está decorando ou pensando no assunto? Compartilhe este post nas suas redes sociais e marque os amigos!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Follow by Email